Se engana quem pensa que cravos e espinhas são um problema somente de quando se está na adolescência.

Realmente, devido às mudanças hormonais da idade, é muito comum ter a incidência de espinhas nessa época. Porém, algumas pessoas acabam sofrendo com a acne também na fase adulta.

O problema atinge tanto mulheres quanto homens adultos, por isso, é preciso cuidar da pele em qualquer período da vida.

No caso das mulheres, uma pesquisa realizada pelo Journal of Women’s Health (jornal periódico publicado pela Academy of Women’s Health) constatou que quase 50% das mulheres com idade entre 21 e 30 anos apresentam marcas ou sinais do que é possível chamar de acne da mulher adulta.

A acne da mulher adulta pode ser causada por diversos fatores. O mais comum deles é o hormonal (principalmente na época do período menstrual), pelo aumento do nível de testosterona produzido pelo organismo.

Porém, o problema também pode surgir devido a fatores hereditários, má alimentação, aumento na produção da oleosidade da pele e maus hábitos (como fumar, não cuidar da alimentação e não tomar muita água).

Já a pele masculina naturalmente possui uma maior tendência à acne, devido ao nível de hormônios andrógenos circulantes (testosterona, por exemplo). Essa condição costuma aumentar a oleosidade.

O uso de produtos não específicos para o próprio tipo de pele (como cremes de barbear, por exemplo), estresse e hereditariedade são outros fatores determinantes para o aparecimento de espinhas em homens adultos.


Mas, o que diferencia esse tipo de acne daquela que conhecemos na adolescência? Primeiro, seriam os pontos do corpo em que ela aparece.

Para meninos e meninas na adolescência, as espinhas costumam aparecer mais na zona T do rosto, como a testa, nariz e na parte superior das bochechas. Na mulher adulta, elas se desenvolvem na zona U, um conjunto que envolve a região do queixo, mandíbulas e pescoço.

Já nos homens adultos, a maior incidência é no corpo, como a região do tórax e das costas. Porém, isso não impede que eles também tenham espinhas no rosto.

Outra característica que diferencia esses dois tipos de acne é como ela se desenvolve. Na adolescência, geralmente ela se manifesta mais rapidamente em quem possui pele oleosa com crises frequentes. Na adulta, ela aparece gradualmente, podendo durar por vários anos.

E como é possível tratar esse problema? O primeiro passo é aquele que todo mundo já sabe: sempre consulte um dermatologista para que ele analise a situação e recomende o tratamento adequado.

Manter uma rotina de cuidados com a pele contendo os passos de limpeza, tonificação e hidratação também ajuda a controlar a manifestação das espinhas.

Só que nem sempre os cuidados básicos com a pele são suficientes e sempre existem aqueles momentos em que a acne surge do nada.

Por isso, fiz o uso do Acnase Gel, que é específico para peles oleosas. Realizei o tratamento por algumas semanas e vim aqui contar para vocês nessa resenha o que achei do produto.

Minha pele é mais oleosa, por isso, o Acnase Gel é o produto mais recomendado para mim.

Com o objetivo de testar também o Acnase Creme, próprio para peles normais (e com um pouco de tendência à acne), convidei meu colega Rafael Gonçalves, que possui esse tipo de pele, para me ajudar.

Assim como eu, ele vai contar as experiências e percepções que obteve com o uso do produto.

Quer saber mais sobre a minha experiência e a do Rafael? É só continuar lendo essa resenha e te contamos tudinho!

Índice — neste artigo você encontrará as seguintes informações:

  1. Acnase: o que é e para que serve?
  2. Qual é a diferença entre o gel e o creme?
  3. Composição
  4. Para que serve o peróxido de benzoíla?
  5. Para que serve o enxofre?
  6. Acnase resseca, arde ou deixa a pele vermelha?
  7. Contraindicações
  8. Acnase causa ou tira manchas?
  9. Acnase elimina cravos?
  10. Preço e onde comprar
  11. Como usar
  12. Antes e depois
  13. Impressões gerais
  14. Funciona? É bom?
  15. Como prevenir e tratar a acne na fase adulta?

Acnase: o que é e para que serve?

A Linha medicamento Acnase é composta por dois produtos comercializados em forma de bisnaga: Acnase Gel e Acnase Creme.

Foram pensados para tratar cravos e espinhas, porém, direcionados à tipos de peles diferentes. Mas como eles funcionam?

De acordo com o fabricante, “Acnase Gel é indicado para o tratamento tópico da acne vulgar”. Além do tratamento da acne, é bactericida e redutor da oleosidade.

É um gel para uso diário, que possui mecanismo de ação responsável por trabalhar para reduzir a oleosidade da pele e combater os cravos e as espinhas.

Já o Acnase Creme atua no tratamento tópico da acne leve (cravos e espinhas) e conta com dois ativos principais: peróxido de benzoíla e o enxofre.

De acordo com o fabricante, “seu mecanismo de ação se deve ao poder bactericida e redutor da oleosidade da pele, conferido pelo peróxido de benzoíla, e ao poder antisséptico e queratolítico (que causa descamação das camadas superficiais da pele), conferido pelo enxofre”.

Qual é a diferença entre o gel e o creme?

Enquanto o Acnase Gel é indicado para peles oleosas, o Acnase Creme é indicado para peles com menos tendência à oleosidade, mas que ainda apresentam tendência à acne.

Sua embalagem possui a coloração laranja, enquanto a do gel é roxa, e sua textura é um pouco mais firme.

A fórmula do Acnase Creme conta com a ação do enxofre, que possui poder antisséptico e queratolítico (ou seja, que causa descamação das camadas superficiais da pele). Essa versão possui a embalagem roxa, o que torna fácil a tarefa de diferenciar os dois produtos na prateleira da farmácia. Ponto positivo!

De acordo com a dermatologista Luciana Bachtold, o enxofre já foi mais utilizado em produtos dermatológicos e vem sendo substituído. Porém, continua existindo em dermocosméticos e tratamentos para a pele. “Atualmente, na acne, emprega-se o enxofre precipitado como antisseborreico”, afirma a dermatologista.

Composição

Acnase Gel

O ingrediente principal do Acnase Gel é o peróxido de benzoíla (5%). Você vai saber mais sobre ele no próximo tópico, mas a fórmula do produto também possui outros compostos que garantem sua ação. Vamos ver quais são?

  • Peróxido de Benzoíla: 50mg;
  • Excipientes: 1g.

Excipientes: Propilenoglicol, associação de álcoois graxos e emulsificantes não iônicos, coco glicerídeo, éster cáprico caprílico, isononanoato de cetoestearila, sclerotium gum, goma xantana, metilparabeno, propilparabeno, hidróxido de sódio, simethicone emulsão e água purificada.

Acnase creme

A composição do Acnase Creme possui formulação um pouco diferente do produto em gel, composto por 20 mg/g de enxofre e 50 mg/g de peróxido de benzoíla, como você pode conferir abaixo:

  • Enxofre: 20mg;
  • Peróxido de Benzoíla: 50mg.

Excipientes: Álcool cetoestearílico, álcool cetoestearílico etoxilado, monoestearato de sorbitana, polisorbato 80, oleato de decila, glicerol, metilparabeno, propilenoglicol e água purificada.

Explicação: o que são excipientes?

Sempre vemos nas composições ativos em destaque — eles são aqueles que mais atuam no problema a ser solucionado. Porém, não é só deles que um medicamento é composto.

Os excipientes são as substâncias que existem nos medicamentos e que completam a sua massa ou volume.

Na fórmula do Acnase Gel e do Acnase Creme, podemos encontrar excipientes como o Propilenoglicol, um líquido límpido e incolor que possui capacidade de absorver água, funcionando como hidratante e umectante em composições na indústria cosmética e farmacêutica.

Para que serve o peróxido de benzoíla?

O peróxido de benzoíla atua descamando as camadas mais visíveis da pele, agindo como um esfoliante que remove as células mortas e ajudando a evitar a proliferação das bactérias causadoras da acne. Por isso, hoje ele é referência quando o assunto é combater espinhas.

Segundo a Dra. Luciana:

“o peróxido de benzoíla é uma substância bactericida com atuação contra o Propionibacterium acnes, bactéria envolvida na fisiopatologia da acne.”

Disponível na forma de creme, loção ou gel, é um recurso terapêutico muito utilizado no tratamento tópico da acne (como é o caso do Acnase gel). Ele é muito indicado no tratamento das formas leves e moderadas dessa dermatose.

Esse ativo também possui propriedades anti-inflamatórias e antioxidantes, que ajudam a manter uma pele mais jovem e bonita.

Mas atenção! Sempre procure um dermatologista antes do uso. Isso porque, dependendo da pele, pode causar reações adversas devido ao ressecamento e outras propensões à alergias.

Para que serve o enxofre?

Como você já viu, o enxofre aparece apenas na composição do Acnase Creme. Mas afinal, o que ele é e como funciona na melhora da pele?

O enxofre é um elemento não metálico que se encontra na natureza e é conhecido como “mineral da beleza”. Isso porque ele traz vários benefícios para a saúde da pele e dos cabelos.

No corpo humano, podemos encontrá-lo na forma de sulfatos ligados a compostos orgânicos. Mas você deve estar se perguntando, como ele atua na melhora da aparência de cravos e espinhas?

Ele possui poder antisséptico, antifúngico moderado e queratolítico, atuando contra as bactérias e conferindo ação secativa, combatendo inflamações contra os microrganismos que se multiplicam em feridas e lesões provocadas pela acne.

O ativo ajuda também a desobstruir os poros, além de eliminar as células mortas e diminuir a incidência de oleosidade na pele durante o uso. Legal, né?

Porém, fique atento caso você tenha sensibilidade com cheiros e fragrâncias. Cosméticos com a presença de enxofre na composição costumam ter um cheiro um pouco mais acentuado e forte, podendo desagradar algumas pessoas.

Acnase resseca, arde ou deixa a pele vermelha?

Na bula, o fabricante ressalta que podem acontecer algumas reações adversas para pessoas que possuem alergia a algum composto da fórmula, principalmente o peróxido de benzoíla. Veja o que ele diz:

“Em pessoas hipersensíveis e sensíveis ao peróxido de benzoíla (cerca de 2%), pode haver reação do tipo alérgica ou irritativa da pele, incluindo vermelhidão, dor, queimação e coceira exagerada, inflamação, formação de bolhas e crostas ou inchaço no local, ressecamento e descamação”.

Também indica um período de teste de adaptação, conforme descrito abaixo:

  1. Durante 4 dias, antes da aplicação lave o rosto com água e sabonete neutro. Aplique Acnase Gel (ou Acnase Creme) na área afetada, deixe o produto em contato com a pele somente duas horas por dia. Remova em seguida com água e sabonete neutro. Havendo boa tolerância, seguir o segundo passo.
  2. Durante 4 dias, antes da aplicação lave o rosto com água e sabonete neutro. Aplique Acnase Gel ou Acnase Creme na área afetada, deixe o produto em contato com a pele somente quatro horas por dia. Remova em seguida com água e sabonete neutro. Não ocorrendo desconforto ou intolerância durante esses quatro dias, seguir o terceiro passo.
  3. Durante 4 dias, antes da aplicação lave o rosto com água e sabonete neutro. Aplique Acnase Gel ou Acnase Creme na área afetada na hora de deitar e deixe durante a noite. Remova em seguida com água e sabonete neutro. Após o término da fase de adaptação, utilize o produto normalmente conforme posologia.

Caso aconteça alguma reação alérgica durante esse período de adaptação, o fabricante recomenda a interrupção do uso e também sugere a aplicação de compressas frias no local, pois elas podem produzir o alívio da irritação. Caso esses sintomas não desapareçam, é imprescindível que você procure ajuda médica.

No meu caso, descobri que não tenho alergia a nenhum componente da fórmula, pois não notei que o produto tenha causado algum ressecamento ou vermelhidão. Senti apenas uma ardência no momento em que o apliquei na pele, mas nada desagradável ou que causasse um incômodo maior.

Já no caso de Rafael, a ardência foi maior e mais incômoda. “Na aplicação senti ardência e parecia que o rosto estava latejando”, relata. Ele conta que essa sensação de ardência diminuiu apenas após o 11° dia de uso do produto.

Ele contou também que sua pele não apresentou vermelhidão ou ressecamento. Além disso, não apresentou reações alérgicas, apenas uma sensibilidade nas áreas aplicadas devido ao uso do produto.

A Dra. Luciana explica porque produtos para tratamento da acne, muitas vezes, acabam causando ardência e vermelhidão:

“A maioria das substâncias realizam o aumento da renovação da pele, podendo ocorrer descamação fina. A presença de ardência e vermelhidão devem ser avaliadas pelo dermatologista para troca de tratamento, já que indicam sensibilidade a fórmula do creme utilizado”.

Contraindicações

É sempre bom lembrar que seu uso não deve ser realizado por pessoas que possuem hipersensibilidade ao peróxido de benzoíla ou demais componentes dispostos na composição.

Apesar de raros, existem os casos de pessoas que possuem alergia ao peróxido de benzoíla, podendo com seu uso apresentar coceira, inchaço nos lábios, língua ou garganta, urticária e problemas respiratórios.

Por isso, se quando você usa esse medicamento seu organismo apresenta apenas sinais de secura, descamação da pele e vermelhidão, você não possui necessariamente alergia ao peróxido de benzoíla, pois são reações comuns com o uso do produto.

Também não é indicado para crianças menores de 12 anos e gestantes devem fazer o uso somente com orientação médica.

Acnase causa ou tira manchas?

Segundo a Dra. Luciana, o peróxido de benzoíla e do enxofre não é responsável por amenizar ou tirar manchas. Por isso, não é correto esperar essa função com o uso do Acnase Gel ou do Acnase Creme.

Igual boa parte das pessoas que possuem espinhas, eu não me aguento e sempre acabo espremendo (o que não é correto!). Esse mau hábito acabou resultando em marcas que não saem facilmente.

Não notei a diminuição de manchas com a utilização do Acnase Gel, porém, como não usei o produto para essa finalidade, não fiquei decepcionada.

Ele também não aumentou o nível das manchas já existentes ou causou manchas novas. Se você procura algo para clarear a pele essa não é uma opção. Consulte um dermatologista e use produtos específicos para essa finalidade.

Por que espremer espinhas mancha a pele?

Quando apertamos uma espinha estamos nos sujeitando a deixar uma marca temporária ou permanente em nossa pele. Esse atrito exercido em cima do local pode resultar em cicatrizes ou manchas.

Além disso, como nossas mãos são um depósito de bactérias, o mau hábito pode acarretar em uma inflamação no local. Isso pode causar o surgimento de manchas difíceis de serem retiradas.

Por isso, não deixe de seguir esse conselho: não esprema ou cutuque as espinhas! Combinado?

Quais os outros fatores podem causar manchas?

O mais conhecido deles é a alta exposição ao sol sem o uso de protetor solar, que pode causar o surgimento do melasma.

Também podem surgir devido a fatores da idade, queimaduras causados pelo limão e após a cicatrização de feridas.

Ah, ao utilizar produtos com peróxido de benzoíla, é importantíssimo que você realize cuidados específicos para evitar manchas na pele.

“Deve-se lavar bem o rosto antes da aplicação de noite e retirá-lo pela manhã. O uso de filtro solar é imprescindível”, afirma a Dra. Luciana.

Acnase elimina cravos?

De acordo com a Dra. Luciana, o peróxido de benzoíla é sim um bom tratamento para acabar com os cravos.

E, de fato, notei uma diminuição dos cravos também. Apliquei o produto espalhando uniformemente não somente nas espinhas, mas sim em toda a área U do rosto (mandíbula e queixo), onde tenho bastante incidência de cravos.

Rafael relata que também possui cravos, porém, mais concentrados na região do nariz. Para ele, a diminuição também foi perceptível. “Notei uma redução na quantidade de cravos. Nos últimos dias de aplicação, um dos cravos ficou maior e estourou, formando uma feridinha no nariz”, ele conta.

Preço e onde comprar

O Acnase Gel é vendido no formato de bisnaga com 20g em farmácias e você também pode encontrá-lo em algumas lojas de varejo.

Os preços podem variar de R$ 23,00 a R$ 33,00*, o que comparando com produtos de outras marcas indicados para a mesma finalidade, se torna um ponto positivo.

Já o Acnase Creme pode custar em torno de R$15,00 e 35,00*, nada muito diferente da versão em gel.

E para economizar, você pode encontrar o Acnase Gel e o Acnase Creme em nosso comparador de preços, o Consulta Remédios. Ele mostra farmácias que entregam na sua região, organizando as ofertas do menor ao maior valor! Legal, né?

*A pesquisa de preços foi realizada através do Consulta Remédios no dia 15/01//2019. Os valores podem sofrer alterações.

Como usar

Acnase Gel

Eu realizei o período de aplicação durante o verão. É bom ressaltar que sempre sinto um aumento da oleosidade na minha pele nessa época, o que consequentemente também aumenta a incidência de espinhas.

Depois do período de adaptação, voltei para a mesma rotina de limpeza que eu já praticava. Lembrando que é sempre importante realizar o período de adaptação recomendado pelo fabricante e que o tratamento pode durar de 12 a 20 semanas.

Antes de começar a descrever a minha rotina é importante ressaltar que não usei demais produtos da marca. Você pode tentar usar todos os produtos da linha Acnase! Os produtos que utilizei no momento em que fiz o teste do gel foram:

  • Sabonete Neutrogena Deep Clean energizing facial;
  • Água micelar 7 em 1 Neutrogena Purified Skin;
  • Máscara negra facial com minerais Clearskin Avon.

Realizei minha rotina de limpeza da pele com o teste do gel à noite antes de dormir, para evitar exposição aos raios UVA e UVB. Ela foi bem simples:

  1. Lavei o rosto com o sabonete;
  2. Conclui a limpeza com a água micelar;
  3. Apliquei o Acnase Gel nas áreas afetadas;
  4. Em alguns dias, fiz o uso da máscara negra antes de aplicar o gel.

Nas manhãs seguintes, limpei a pele normalmente para a retirada do excesso de produto. Eu fico um pouco incomodada com o uso de hidratantes, mas como todos os tipos de pele precisam de hidratação (mesmo as mais oleosas), opto por nessa época mais quente trocar o hidratante por soro fisiológico.

E claro, depois finalizo os cuidados com a aplicação do protetor solar. Realizei essa rotina diariamente até o momento de finalizar essa resenha.

Acnase Creme

Rafael utilizou o produto na versão de maneira um pouco diferente. Olha só:

“Para obter melhores resultados fiz a primeira fase toda como indicado pela fabricante, utilizando sabonete neutro antes da aplicação e uma loção de limpeza de pele.

Essa foi a ordem de utilização dos produtos:

  1. Utilizei logo após o banho;
  2. Lavei o rosto com sabonete neutro;
  3. Limpei a pele utilizando a loção com a ajuda de um algodão e esperei secar;
  4. Apliquei o creme diretamente nas espinhas e na região do nariz, já que era recomendado para eliminação de cravos também.
  5. Após 2 horas lavei novamente com sabonete neutro”.

Após a fase de adaptação, ele continuou usando o produto da forma que recomenda o fabricante, passando no rosto à noite e pela manhã, sempre realizando a limpeza da pele em conjunto com o uso.

Assim como eu, Rafael também usou o Acnase Creme durante o verão, o que aumenta o nível de suor e, consequentemente, o nível de oleosidade. Ele disse que percebeu incidência de espinhas no couro cabeludo nessa época, e relatou melhora no aspecto e aparência até nessa área:

“Devido ao calor intenso, novamente, surgiram algumas espinhas bem doloridas na região do meu couro cabeludo. Notei uma melhora considerável da noite pro dia”.

Antes e depois

O Acnase Gel diminuiu o tamanho das espinhas nos lugares onde foi aplicado, sem deixar manchas. Porém, como você já sabe, minha pele é oleosa. Como entrei no período de TPM durante a experiência, surgiram novas espinhas. Por isso, continuo a fazer o uso do produto. Olha só:

Com o Acnase Creme não foi diferente. Rafael contou que ficou muito satisfeito com os efeitos do produto e que percebeu uma melhora rápida dos pontos mais críticos do rosto.

“Fiquei bem satisfeito com o resultado, principalmente por que em poucas horas a espinha deixava de ser dolorida”, afirma.

Impressões gerais

Minha utilização do Acnase Gel durou por volta de 1 mês, período em que pude perceber algumas mudanças na minha pele. Rafael utilizou o produto durante o período de adaptação indicado pelo fabricante e, mesmo assim, também notou melhorias.

Analisamos vários pontos e, por isso, preparamos uma lista com as percepções que tivemos durante esse tempo de uso. Para cada item, demos a nota de 1 a 5, sendo que 1 é ruim e 5 é muito bom.

Cheiro

O Acnase Gel possui um odor característico, bem desses cremes que são de uso medicamentoso mesmo. Mas é bem suave e não incomoda, sumindo logo após a aplicação.

Já para Rafael, a questão do cheiro foi mais complicada, pois o Acnase Creme tem um aroma mais forte. “Achei o cheiro ruim, talvez o único ponto negativo do uso. Essa característica começou a me incomodar bastante: meu travesseiro ficou com o cheiro do creme, que não é muito agradável”, ele ressalta.

O cheiro mais forte do Acnase Creme é ocasionado pela presença de enxofre na composição e, como a versão em gel não possui esse ativo, essa é a razão mais provável por eu não ter tido problemas com o aroma do produto em gel durante o uso.

Acnase Gel: nota 4.
Acnase Creme:
nota 2. 

Textura

Quando dizem produto que se denomina gel, eu logo penso em algo translúcido. Porém, o Acnase Gel possui cor branca, bem parecida com um creme mesmo. Ainda assim, sua textura é bem mais leve e também é fácil de espalhar.

Outra coisa que eu gostei é que o fabricante alerta que ele pode manchar tecidos coloridos, porém, achei que ele seca rápido e, por isso, não dá tempo de manchar as coisas ao seu redor. Como passei antes de dormir, não notei nenhuma mancha ou desbotamento na fronha do meu travesseiro.

Quanto ao Acnase Creme, ele possui uma textura mais densa. De acordo com Rafael, a textura do produto lembrou a textura de uma pomada comum, mas nada que incomodasse.

Acnase Gel: nota 4.
Acnase Creme:
nota 5. 

Preço

Ambos os produtos possuem um preço acessível, que você encontra em uma média de R$ 30,00 — a mesma média de preço (ou até menor) de produtos semelhantes de outras marcas que são usados para o mesmo fim.

Acnase Gel: nota 5.
Acnase Creme:
nota 4. 

Rendimento

Eu apliquei o produto somente na área U do rosto, que é onde eu tenho maior incidência de espinhas e também em alguns comedões que aparecem bem pouco na minha testa.

Usei por 4 semanas, aplicando pouca quantidade e espalhando generosamente nas áreas mais afetadas do meu rosto e o tubo ainda está quase cheio.

Eu e Rafael concordamos nesse tópico: para ele, o rendimento do Acnase Creme também foi um ponto positivo. “Muito bom, como é passado somente na área afetada, acredito que o produto dura bastante”, conta.

Acnase Gel e Acnase Creme: nota 5.

Eficácia

Ainda não usei o gel pelo tempo que determina o fabricante, mesmo assim, tive resultados satisfatórios. Como dito antes, eu fiz o uso durante um período de calor, que aumenta a oleosidade da minha pele. Nesse tempo eu ainda entrei no periodo menstrual, o que também causa aumento das erupções.

Ele secou algumas espinhas que tinha no rosto quando comecei o uso e também percebi a diminuição no surgimento de novos comedões nos lugares onde o gel foi aplicado.

Rafael afirmou que suas espinhas não são corriqueiras, porém, as que aparecerem geralmente são doloridas. Segundo ele, já no segundo dia de uso notou uma diminuição no tamanho dessas espinhas e diminuição da dor também.

Acnase Gel: nota 4.
Acnase Creme:
nota 5. 

Funciona? É bom?

Lembrando que diferente de produtos secativos responsáveis por proporcionar uma solução mais rápida, o Acnase Gel é um medicamento de tratamento, ou seja, seus resultados começam a ser percebidos a partir da 4º semana de uso e são mais duradouros, sendo que seu tratamento geral leva de 12 a 20 semanas.

Meu uso até o período de produção dessa resenha foi por um tempo “experimental”, onde utilizei somente até onde o fabricante diz que começam os primeiros sinais de melhora.

Mesmo assim, posso dizer que o produto cumpre o que promete, diminuindo o tamanho das espinhas, deixando-as secas e tratando o problema de forma que não agride as demais áreas da pele do rosto.

No caso de Rafael, até o momento dessa resenha, ele tinha usado pelo tempo da fase de adaptação. Mesmo assim, os resultados já foram satisfatórios e ele recomenda o uso do Acnase Creme:

“O produto realmente cumpre o que promete! A melhora das regiões afetadas se dão em pouco tempo”, relata.

Como prevenir e tratar a acne na fase adulta?

Se preocupar com espinhas não é algo que queremos na nossa rotina tumultuada da vida adulta, não é mesmo? Mas querendo ou não, elas podem surgir e atrapalhar vários momentos do nosso cotidiano, mesmo quando a gente achava que elas já tinham ido embora.

Como diz o ditado, prevenir é melhor do que remediar. Então,  aqui vão algumas dicas que irão te ajudar a manter a pele sempre linda e longe das espinhas!

Procure um especialista

Se as espinhas custam a desaparecer, procure um dermatologista. Ele será responsável por pedir exames e te dizer qual o tratamento ideal para poder eliminar a acne, além de dar instruções para que você cuide da pele da maneira correta.

Use os produtos corretos

Produtos muito pesados ou gordurosos influenciam na má qualidade da pele. Opte sempre por produtos oil free, toque seco ou tópicos que contenham ativos como zinco, ácido salicílico e peróxido de benzoíla. Esses ativos ajudam a regular a produção do sebo natural da pele diminuindo o risco da aparição de espinhas.

Filtro solar sempre!

A exposição solar pode piorar o processo inflamatório, provocando manchas. Se você tem medo de usar pois acha o aspecto do filtro pesado, basta procurar pelos que possuem toque seco ou sejam oil free.

Mantenha uma rotina diária de limpeza

Deixar a pele sempre limpa e bem cuidada é fator fundamental para evitar o surgimento de espinhas. Lavar, tonificar e hidratar com os produtos corretos auxilia e muito para uma pele sempre macia e com aspecto saudável.

Cuidado com a alimentação

Alimentos muito gordurosos ou com alto índice de carboidratos ajudam na proliferação das espinhas. Por isso, opte por uma dieta mais saudável com consumo maior de frutas, verduras, legumes e alimentos integrais.

Tenha hábitos saudáveis

Sedentarismo e cigarro são coisas que não combinam com pele bonita, viu! Hábitos como praticar alguma atividade física e eliminar o cigarro da rotina ajudam a deixar a pele muito mais bonita. Ah! Não se esqueça de tomar bastante água e se manter sempre hidratada.

Conheça a sua pele

Saber se você possui pele seca, normal ou com mais tendência à oleosidade é fundamental para te ajudar no combate às espinhas. Isso porque utilizar produtos errados pode custar caro, causando um aumento da acne.

Não esprema!

Mexer nas espinhas só vai deixá-las ainda piores. Por isso, resista à tentação e não fique colocando as mãos nas regiões com incidência de acne.

Cuidado ao se barbear

Essa é para os homens: sempre utilize cremes para barbear que sejam compatíveis com a sua pele. Também não esqueça de lavar bem a região da barba antes de começar a tarefa.

Ah, e nada de usar lâminas velhas, viu? Além de trazer riscos para a saúde, não trocar a lâmina no período correto com certeza vai causar mais irritação na sua pele.

Procure um dermatologista

Além de todos esses cuidados, é muito importante que você cuide da pele em conjunto com um médico dermatologista. Só ele vai saber indicar o melhor tratamento para você, além de acompanhar a sua evolução de perto.


E você, também tem esse problema? Tem alguma dica ou segue alguma rotina diferente? Conta para a gente! Ah, também conta o que achou da resenha! Se gostou, que tal dar 5 estrelas ali embaixo?

Tem algum produto que você gostaria de ver a resenha aqui? Mande a sugestão. Sua opinião é muito importante!


Publicado emRosto

Bleeza: Somos um time de especialistas em conteúdo digital, apaixonado por produtos de beleza! Escrevemos resenhas completas com informações técnicas e análises individuais das experiências de uso de cada produto. Acreditamos na beleza compartilhada e no consumo consciente ❤

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *