Você provavelmente já sabe que a vitamina C tem inúmeros benefícios para o organismo, mas sabia que ela pode atuar também na pele? É isso mesmo, esse nutriente age de fora para dentro no combate às rugas e manchas, melhorando o aspecto cutâneo.

A vitamina C pode ser encontrada em cremes e séruns de uso tópico, com concentração que vai do 5% ao 30% (quanto maior a concentração, mais poderoso tende a ser o efeito). Ela é indicada principalmente para o combate e prevenção a rugas e linhas finas, mas algumas versões também ajudam no clareamento da pele, reduzindo manchas e olheiras.

Esse tipo de produto tende a ser caro e não deve ser usado sem indicação, já que pode causar danos ao rosto se utilizado indevidamente. Pensando nisso, a equipe do Bleeza testou o Creme Facial Skinscience Vitamina C. Aqui, você pode acompanhar as principais características do produto e conferir se é a vitamina C ideal para o seu caso. Confira!

Publicidade

Índice — neste artigo você vai encontrar:

  1. O que é o Creme Facial Skinscience Vitamina C?
  2. Qual a composição?
  3. Quando devo passar vitamina C no rosto?
  4. Onde comprar e quanto custa o Creme Facial Skinscience Vitamina C?
  5. Minhas impressões
  6. Qual a porcentagem de vitamina C do Creme Facial Skinscience?
  7. O Creme Facial Skinscience Vitamina C funciona? É bom?

O que é o Creme Facial Skinscience Vitamina C?

De acordo com a Cimed, fabricante do produto, a Vitamina C Skinscience é um anti-idade que “atenua rugas superficiais e profundas, melhora a firmeza e elasticidade da pele, e estimula a produção de colágeno”.

Ainda segundo a marca, sua composição leva 5% de composto de vitamina C. É indicada para uso diário no rosto, com o diferencial de ser um produto livre de parabenos, não comedogênico, não acneico e dermatologicamente testado. Isso significa que não obstrui os poros e também não causa acne, como espinhas e cravos. 

Além disso, os testes demonstram segurança para uso na pele, e a ausência de parabenos diminui as chances de irritabilidade, já que esses componentes podem causar reações adversas.

O creme vem em uma bisnaga com 30mL e deve ser usado diariamente. O fabricante não indica uma idade mínima para uso nem fornece informações referentes ao tempo mínimo de uso, portanto a utilização deve ser orientada por dermatologista.


Qual a composição?

A composição que consta na embalagem é:

Aqua, Stearic Acid, Disodium EDTA, Triethanolamine, Lactic Acid, Acrylates Copolymer, Cetyl Ethylhexanoate, BHT, Glyceryl Stearate, PEG-100 Stearate, Caprylic/ Capric Glycerides, Silica, Cyclopentasiloxane, Dimethicone Crosspolymer, Cyclotetrasiloxane, Butylene Glycol, Magnesium Ascorbyl Phosphate, Propylene Glycol, Xanthan Gum, Polysorbate 20, Atelocollagen, Sodium Chondroitin Sulfate, Alpinia Galanga Leaf Extract, Pentylene Glycol, Ethylhexylglycerin, Benzyl Alcohol, Phenoxyethanol, Parfum, Butylphenyl Methylpropional, Citronellol, Geraniol, Hexyl Cinnamal, Hydroxycitronellal, Linalool.

A fórmula do produto pode sofrer alterações sem aviso prévio, portanto sempre verifique a embalagem antes de utilizá-lo.

O Magnesium Ascorbyl Phosphate, ou ascorbil fosfato de magnésio, é um derivado do ácido ascórbico, que é a vitamina C em estado puro. Esse ativo tende a ser menos eficaz que a versão pura, mas ainda assim pode trazer benefícios à pele. Portanto, a fórmula do Creme Skinscience não contém a vitamina C em si, mas um derivado dela. De acordo com a marca, a concentração do ativo é de 5%.

Quando devo passar vitamina C no rosto?

A vitamina C é um poderoso antioxidante que pode ser encontrado em cremes, séruns e outros produtos para o rosto. A indicação de uso vai depender caso a caso e deve ser orientada pelo profissional, como o(a) dermatologista.

Por suas propriedades anti-idade, esse tipo de produto normalmente é indicado para peles maduras ou jovens que já apresentam sinais de envelhecimento, como rugas e linhas de expressão.

Já as versões com alta concentração do princípio ativo podem ser usadas também no clareamento da pele, combatendo manchas.

Caso haja recomendação profissional para uso da vitamina C, ela deve ser aplicada sobre a pele limpa e seca, entre o tônico de limpeza e o hidratante. O produto pode ser usado de dia ou à noite, mas sempre verifique as informações de uso que constam na embalagem e siga as orientações do(a) dermatologista. Se usado incorretamente, ele pode trazer danos à derme.

Segundo a embalagem, o Creme Facial Skinscience Vitamina C deve ser aplicado à noite sobre a pele limpa e seca, por todo o rosto e pescoço, menos área dos olhos. A marca não indica aplicação do produto durante o dia, apenas uso do protetor solar para complementar o tratamento. Em caso de dúvida, converse com seu(sua) dermatologista.

Onde comprar e quanto custa o Creme Facial Skinscience Vitamina C?

O Creme Facial Skinscience Vitamina C pode ser adquirido em farmácias, lojas multimarcas e também no portal Consulta Remédios. Uma bisnaga com 30mL tem grande variação de preço, podendo custar de R$21,99 a R$60*, dependendo da loja.

*Valores consultados em maio/ 2021. Os preços podem sofrer alteração.

Minhas impressões

Tenho a pele bem clarinha e seca, por isso sinais de envelhecimento e cansaço tendem a aparecer com facilidade no meu rosto. Marcas como bigode chinês e linhas de expressão na testa são as que mais me incomodam, então iniciei a aplicação do Creme Facial Skinscience Vitamina C com o objetivo de amenizar esses problemas. Também tenho tendência à vermelhidão, mas como o produto não se propõe a reduzir manchas, não avaliei esse ponto.

Aqui, te conto minhas impressões com notas de 1 a 5, em que 5 é a mais alta. Vem comigo:

Publicidade

Embalagem

O Creme Facial Skinscience Vitamina C vem em formato de bisnaga com 30mL, algo bem padrão para esse tipo de produto. A bisnaga tem tampa de rosquear que é bem fácil de abrir e fechar, e o tamanho também é prático para guardar ou levar na bolsa. De um modo geral não tem erro, mas nas primeiras vezes que usei, o dosador liberou muito produto quando pressionei a embalagem. Por isso, acabei desperdiçando um pouco do creme até pegar o jeito, então acho que isso é um ponto negativo para levar em consideração. Talvez um orifício menor, ou outro formato de frasco, tivesse evitado o problema.

Nota: 4/5

Cheiro

Embora tenha adição de fragrância na fórmula, o creme tem um cheiro bem suave, daqueles que não incomoda e some em alguns minutos. É um aroma meio floral que me lembra outros produtos anti-idade, mas não é desagradável e vai ficando mais fraco conforme o creme é absorvido. Por mais que não seja um cheiro ruim, eu particularmente preferia que o produto não tivesse esses aditivos artificiais em sua composição.

Nota: 3/5

Textura

A textura do Creme Facial Skinscience Vitamina C é bem fluida, quase líquida, o que contribuiu para o desperdício causado nos primeiros dias por falta de prática com a embalagem. Apesar disso, é fácil de espalhar, tem bom rendimento (pouca quantidade já é suficiente para todo o rosto e pescoço) e ainda é rapidamente absorvida, sem deixar toque pegajoso nem sensação incômoda. Uma vez que se pega o jeito da embalagem, a textura não é um problema.

Nota: 4/5

Aspecto na pele

O Creme Facial Skinscience Vitamina C tem uma textura bem leve e um aspecto branco leitoso, mas desaparece completamente logo após a aplicação. Ele não demora para ser absorvido nem deixa brilho ou aspecto grudento no rosto, fica completamente sequinho e invisível mesmo (isso pode ser por conta da sílica na composição, que deixa um efeito matte). Imagino que esse diferencial seja interessante para quem tem pele oleosa e se incomode com uma eventual sensação gordurosa. Como o produto não substitui meu hidratante noturno, só precisei esperar secar por alguns segundos para então continuar com minha rotina de cuidados, e não senti que prejudicou a absorção dos produtos que apliquei depois nem provocou uma reação adversa. Ou seja, não atrapalhou em nada.

Ainda senti um toque aveludado e agradável na pele após o uso, mas nada que dispense o hidratante. Ou seja: não resseca, mas não também não deixa o rosto ensebado. Acredito que isso facilite o uso por todos os tipos de pele.

Nota: 5/5

Resultado

Como citei ali em cima, tenho bigode chinês e linhas de expressão na testa (também tenho pés-de-galinha, mas o produto não é indicado para os olhos, então eles ficaram de fora da avaliação), e senti pouca melhora nessas áreas. Isso não quer dizer que o creme não funciona: pode ser que melhore com o uso contínuo, e vou seguir com a aplicação porque não achei os resultados ruins até o momento.

Acho importante dizer que o Creme Facial Skinscience Vitamina C melhorou o aspecto do rosto como um todo: ficou iluminado, mais uniforme e com aspecto descansado. Também senti que melhorou a elasticidade: por conta do meu tipo de pele, sofro com uma sensação de repuxamento que realça ainda mais as linhas, e notei que o creme alivia essa sensação, então isso pode ter contribuído para a uniformização cutânea. Porém, não dá para dizer que agiu especificamente nos sinais da idade, pelo menos até o momento. Lembrando que esse tipo de produto tem resultados subjetivos, então pode ser que os efeitos apareçam mais a longo prazo, como um preventivo de rugas mais profundas.

Pretendo continuar usando porque quero ver se há alguma melhora nos resultados, mas também porque gostei dessa dose a mais de elasticidade, e só precisei adicionar uma etapa na minha rotina de skincare para isso. Mesmo que o efeito não tenha sido tudo isso, não fez mal para minha pele, então quero continuar aproveitando essa nova flexibilidade e a aparência descansada que ela deixou.

Nota: 4/5

Antes
Depois

Custo-benefício

O custo-benefício vai depender do preço pago, porque como falei acima, é um produto com alta variação no valor. Acho que até uns R$60 compensa, sim, principalmente para quem tem a pele com poucos sinais da idade e está começando a se aventurar no mundo da vitamina C, já que o creme da Skinscience é fácil de usar e não atrapalha em nada a rotina. Agora, se sua pele já é madura, é mais interessante procurar produtos com maior concentração do ativo. Embora sejam mais caros, tendem a agir mais profundamente, e é possível encontrar algumas versões com preços semelhantes aos valores mais altos da vitamina C Skinscience.

Como minha pele é relativamente jovem e os sinais ainda são superficiais, considero que o produto valeu a pena para minhas necessidades (um creme mais concentrado poderia ter um resultado melhor, mas provavelmente seria mais caro e mais chatinho de usar). Ou seja, tudo vai depender das suas necessidades e dos seus objetivos. Para os meus, considerando também o valor pago, compensou.

Nota: 4/5

Qual a porcentagem de vitamina C do Creme Facial Skinscience?

De acordo com o site da Cimed, que fabrica o creme, ele tem 5% de concentração de vitamina C. É importante notar que o produto não leva ácido ascórbico em sua composição, e sim Magnesium Ascorbyl Phosphate, ou ascorbil fosfato de magnésio, que é um derivado da vitamina C.

O Creme Facial Skinscience Vitamina C funciona? É bom?

Se sua pele apresenta poucos sinais da idade, o Creme Facial Skinscience Vitamina C funciona, sim. Por conta da concentração baixa do ativo, o produto provavelmente não vai agir em rugas profundas, de modo que eu não indicaria para quem tem a pele mais madura (lembrando que não sou dermatologista, então um profissional vai poder falar com mais propriedade). Mas, como citei acima, é uma boa opção para quem tem poucas linhas e quer prolongar a elasticidade natural da face, retardando o aparecimento de sinais mais intensos do envelhecimento e proporcionando um efeito mais uniforme para a pele.

Também é preciso levar em consideração outros hábitos de vida: ausência de uma rotina de cuidados, incluindo uso de protetor solar e remoção diária da maquiagem, e hábitos nocivos como alimentação desbalanceada ou tabagismo, podem afetar a saúde da pele e prejudicar o efeito da vitamina C. Portanto, converse com um(a) profissional para saber qual é o produto mais indicado para o seu caso e siga à risca as orientações passadas, pois a vitamina C sozinha não faz milagre.

Além dos resultados proporcionados pelo ativo em si, gostei como um todo do creme Skinscience, pois é fácil de usar, não deixa aspecto ou sensação desagradável, e teve boa tolerância na minha pele. Diria que é um bom produto, desde que observadas as limitações que citei ali em cima. É a primeira vitamina C para o rosto que uso e não me decepcionei com os resultados, então recomendo especialmente para pessoas com a pele ainda jovem que querem prevenir as marcas da idade e suavizar linhas de expressão já existentes.

Publicidade

Você já usou alguma vitamina C para o rosto, como o creme facial da Skinscience? Conte sua experiência nos comentários.

Se você gostaria de ver algum produto resenhado no Bleeza, escreva-nos com suas sugestões!


Julia: Sou redatora do Bleeza e ligada em natureza, por isso adoro produtos naturais, veganos e orgânicos. Só uso cosméticos cruelty-free e sempre levo em conta o impacto ambiental da marca, além de considerar aspectos como qualidade, durabilidade e compatibilidade: no meu caso, produtos para pele seca.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *